Grammar

10 erros gramaticais do inglês que você não pode mais cometer

Ao ler a lista do site Universia, decidi filtrar e complementar alguns dos erros mais cometidos pelos falantes de English. Aparentemente, parecem pequenos deslizes, mas que na verdade são extremamente cometidos pelos alunos. Muitos até questionam que a pronúncia é igual, quando ela só parece; outros nem mesmo sabem a diferença gramatical entre esses termos…

Confira a seguir quais são esses 10 erros:

1. YOUR ≠ YOU’RE

A confusão maior aqui é a pronúncia bastante parecida entre elas.
A palavra your, “seu” ou “sua” em português, é um pronome possessivo que você já conhece bem na pergunta “What’s your name?” [“Qual é o seu nome?”].
Já o termo you’re é a contração de you are, e quer dizer “você é” ou “você está”. Veja a frase: “I am tall and you’re short”  [“Eu sou alta e você é baixa”].

2. IT’S ≠ ITS

Acredite: a omissão desse apóstrofo causa uma confusão daquelas…
It’s é uma abreviação de it is ou it has, ou seja, representa a contração do pronome IT com um verbo. Por exemplo: “It’s my new car” [“É meu carro novo”].
Já a palavra its é um pronome possessivo associado ao IT, e é traduzido como “seu” ou “sua”. For example: “That dog is playing with its ball” [“Aquele cachorro está brincando com a bola dele”].
Para evitar o erro, você pode substituir o its por it is e checar se a sentença continua com sentido…

3. THERE ≠ THEIR  THEY’RE

A palavra there representa um advérbio e quer dizer “lá” ou “acolá”. Por exemplo: “Mom is living in China, and I’m traveling there tomorrow” [“Mamãe está morando na China, e eu estarei viajando pra lá amanhã”].
A palavra their, por sua vez, é o pronome possessivo usado na terceira pessoa do plural, como na frase: “Those are the Simpsons, and their house is blue”  [“Aqueles são os Simpsons e a casa deles é azul”].
E, por último, o termo they’re , que é a contração de they are, significa “eles/elas são/estão”. Veja: “That couple is John and Mary, and they’re my parents” [“Aquele casal é João e Maria, e eles são meus pais”].

4. THEN ≠ THAN

Then e than são duas palavras são super confundidas, especialmente na fala, já que a pronúncia é praticamente igual. Porém seus usos, claro, são bem diferentes.
O termo then tem vários significados como “então”, “depois” ou “daí”, por exemplo: “I had breakfast and then I left for work” [“Tomei café da manhã e daí fui para o trabalho”].
Já a palavra than significa “que” ou “quanto”, e é usada mais frequentemente na forma comparativa, tal como na frase: “My dad is much older than your” [“Meu pai é bem mais velho que o seu”].

5. ME ≠ MYSELF ≠ I

Trocar o me pelo I no inglês é o mesmo que confundir “mim” com “eu” – que são respectivamente a tradução daqueles termos. Para não errar basta, traduzi-los e verificar aquele que está mais correto gramaticalmente.
A palavra myself pode ser entendida como “eu mesmo/a”, e é utilizada em diversas situações. Como intensificador: “I myself will challenge that man” [“Eu mesmo irei desafiar aquele homem”]. Ou como substituto do “me” quando objeto direto ou indireto: “I gave myself a break” [“Dei a mim mesma uma folga”].

6. USO DA APÓSTROFE

O uso da apóstrofe representa a omissão de uma ou mais letras. É essencialmente empregado em dois casos: contrações de pronome e verbo, como até vimos em alguns dos tópicos anteriores you’re ou it’s, e para indicar posse, quando o possuidor é identificado – e não só indicado com um pronome pessoal; nesses casos, devemos usar o pronome possessivo. Um bom exemplo desse uso: “Rebecca’s house is near” [“A casa da Rebeca está perto”].

7. COULD ≠ WOULD ≠ SHOULD

Todos eles são chamados de modals e são muito confundidos – se você também troca tudo, sugiro que faça uma visitinha na página sobre esse assunto.
Could é usado para expressar possibilidade, uma espécie de passado do CAN, ou para montar a estrutura condicional: “He could go if he had time” [“Ele poderia ir se tivesse tempo”].
Would equivale ao nosso futuro do pretérito, e pode ser usado em frases condicionais ou ainda ser o futuro em frases no passado: “He said he would go tomorrow” [“Ele disse que iria amanhã”].
Should, por sua vez, é empregado para expressar uma sugestão, dever ou como o passado de SHALL: “Your greatgrandma shouldn’t play soccer, she’s too old for it” [“Sua bisavó não deveria jogar futebol, ela está velha demais para isso”].

8. FEWER ≠ LESS

Tanto fewer quanto less tem a mesma tradução: menos. Porém, você deve usar a palavra fewer para coisas que consegue contar, os chamados substantivos contáveis, como na frase “Julia has taken fewer photos since she got a job at the store” [“Julia tem tirado menos fotos desde que conseguiu um emprego na loja”].
Já a palavra less deve ser usada para coisas que NÃO são contáveis, como um conceito abstrato, por exemplo, sentimentos: “They’re getting less confident about passing that exam…” [“Eles estão ficando menos confiantes em passar naquele exame…”].

9. USO DO LITERALLY

A palavra literally é traduzida como “literalmente”, e é popularmente usada para expressar algo bastante intenso, o que também fazemos no nosso dia-a-dia. Esse uso, porém, é errado e a palavra só deve ser usada quando for algo realmente literal, quando acontecer de fato.
Falar “I’m literally dying of shame!” [“Estou literalmente morrendo de vergonha!”] quer dizer que você está de fato morrendo por conta de um embaraço, o que é impossível.

10. ORDEM DAS PALAVRAS

Assim como no português, em praticamente todos os outros idiomas é possível cometer erros facilmente evitáveis em relação à ordem ou posição das palavras em uma frase. Por exemplo, dizer à Gisele Bündchen que ela é “uma boa mulher” vai ser recebido com um “obrigada”, enquanto falar que ela é “uma mulher boa” pode deixá-la ofendida… LOL
Claro que o mesmo ocorre no inglês! O mais comum deles é quando se coloca o adjetivo depois do substantivo: o correto é dizer “big house” e não “house big” [“casa grande”].
Ao formular uma frase mais complexa ou longa, tome cuidado para que a ordem da sentença não seja feita de maneira confusa, permitindo ambiguidade de sentidos ou interpretação errada. Podemos depois trazer conteúdos sobre esse assunto para você entender melhor.

 

Olhe lá, não pode mais cometer esses errinhos bobos, right?  👋  Till next time!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s