Grammar

GERUND?! Quem disse que é gerúndio?

O GERUND dos verbos em inglês é um pouco mais complexo que o nosso gerúndio – o que gera bastante confusão na mente dos alunos… Digo muito aos estudantes que muitas da situações em que usamos o infinitivo, os English speakers empregam o GERUND.

Para entender o que é, devemos primeiramente distinguir algo: quando um verbo (Ex: work) recebe a terminação ING (Ex: working), esta forma é chamada de “Present Participle” – sim, equivale ao gerúndio na língua portuguesa. Mas nem todos os casos em que usamos esse Present Participle temos o GERUND.

Só é GERUND o verbo terminado em ING quando usado como substantivo.

Daí a dificuldade para os alunos entender: como vou usar um verbo como substantivo? Veja os dois exemplos abaixo (em ambas temos o Present Participle):

Gordon is dancing waltz so well…”  [“Gordon está dançando valsa tão bem…”]
Dancing is all he can think about.”  [“Dançar é tudo em que ele consegue pensar.”]

Na primeira sentença, DANCING representa uma ação contínua, um processo, pois ainda não houve um “término” da ação – Gordon continua dançando valsa. Já na segunda, DANCING não funciona como verbo, mas como substantivo – mais precisamente como sujeito da frase.

Outra característica do GERUND é permitir falarmos de uma ação com uma ideia mais abstrata. E por agir como um substantivo, pode ser usado em qualquer lugar que o substantivo ocupa em uma frase: sujeito, objeto direto, complemento, após uma preposição ou mesmo tomar lugar de um infinitivo.

1) Como sujeito

Ocorre quando o GERUND aparece no sujeito da oração.
Examples:
“Brushing your teeth is important.”  [“Escovar o seus dentes é importante.”]
Smoking causes lung cancer.”  [“Fumar causa câncer pulmonar.”]

2) Como complemento do verbo TO BE

Perceba que também podemos ter um verbo com ING após o  TO BE no Present Continuous. Então, para ser GERUND, é preciso que o verbo tenha papel de substantivo.
Examples:

“One of his duties is attending meetings.”  [“Uma das obrigações dele é comparecer a reuniões.”]
The best pleasure in life is having breakfast in bed.”  [“O melhor prazer da vida é tomar café na cama.”]

3) Depois de preposições

Sempre que usamos uma preposição, o verbo depois dela deve necessariamente terminar com ING. Claro que isso também se aplica a algumas expressões que terminam com prepositions, como “in spite of”.
Examples:
Can you sneeze without opening your mouth?”  [“Você consegue espirrar sem abrir sua boca?”]
Sally avoided him by walking on the opposite side of the road.”  [“Sally o evitou andando no lado oposto da rua.”]

4) Após um Phrasal Verb

Os Phrasal Verbs são compostos por um verbo e uma preposição ou um advérbio. Caso imediato a ele apareça um verbo, ele será um GERUND.
Examples:
When will you give up smoking?”  [“Quando você desistirá de fumar?”]
She always puts off going to the dentist.”  [“Ela sempre adia ir ao dentista.”]

ATTENTION! Existem alguns Phrasal Verbs que possuem como parte integrante a preposição to (e.g. “to look forward to”, “to take to”, “to be accustomed to”, “to get around to”). Nesses exemplos, esse segundo TO não faz parte da forma infinitiva do verbo. Para saber se é uma preposição ou parte do infinitivo, basta colocar o pronome “it” em seguida e verificar se a oração que possui sentido; em caso afirmativo, esse TO deve ser seguido por um GERUND.
I look forward to hearing from you soon.”    “I look forward to it.
I am used to waiting for buses.”   ⇒  “I am used to it.

5) Em substantivos compostos

Alguns substantivos compostos – geralmente aqueles relacionados a alguma ação – precisam de um GERUND para serem formados.
Examples:
I am giving Sue a driving lesson.”  [“Estou dando aulas de direção à Sue.”]
They have a swimming pool in their back yard.”  [“Eles têm uma piscina no seu quintal.”]

6) Após determinadas expressões

O GERUND torna-se necessário após algumas expressões especiais: “can’t help”, “can’t stand”, “to be worth”, “it’s no use”, “to be busy”, “spend one’s time”, “there’s no”, “what about”, “how about”, “it’s (no) good”, “don’t mind”.
Examples:
She couldn’t help falling in love with him.”  [“Ela não pode evitar se apaixonar por ele.”]
There’s no point in complaining now.”  [“Não faz sentido reclamar agora.”]

7) Depois de verbos de opinião

Quando se utiliza verbos de opinião, como LOVE, HATE, FEEL LIKE, etc.
Examples:
His grandpa loves fishing on weekends.”  [“O avô dele ama pescar nos fins de semana.”]
I can’t stand being stuck in traffic jams.”  [“Eu não aguento ficar preso em engarrafamentos.”]

SPELLING RULES

Antes de concluir o assunto, precisamos explicar sobre as regras de escrita tanto do Present Participle quanto do GERUND – já que são as mesmas. Não se assuste com a quantidade de regras, pois na hora da conversation, para pronunciar é só acrescentar o o som /im/ no fim!  LOL

1) A regra geral, ou seja, na maioria dos casos, deve-se apenas acrescentar ING ao final do verbo.

VERBO INFINITIVE GERUND
ir to go going
trabalhar to work working
chorar to cry crying

2) Quando o verbo termina em E, é preciso removê-lo e só depois pôr ING.

VERBO INFINITIVE GERUND
viver, morar to live living
ter to have having
fazer to make making
amar to love loving

3) Se o verbo terminar em consoante + vogal + consoante (CVC), nós devemos dobrar a última consoante antes de acrescentar o ING.

VERBO INFINITIVE GERUND
parar to stop stopping
sentar to sit sitting
obter, conseguir to get getting
nadar to swim swimming

ATTENTION! Se o verbo que terminar em consoante + vogal + consoante (CVC) tiver apenas duas sílabas, e a primeira for a tônica – ou seja, a de pronúncia mais forte a última consoante não é duplicada. 

VERBO INFINITIVE GERUND
acontecer to happen happening
entrar to enter entering

4) Ainda que caia na regra anterior (CVC), não devemos duplicar a última consoante se ela for W, X ou Y.

VERBO INFINITIVE GERUND
consertar to fix fixing
curtir, aproveitar to enjoy enjoying
nevar to snow snowing

5) Se o verbo terminar em R e antes dele vier uma vogal tônica, este R será duplicado ao colocar o ING (lembre-se do CVC). Caso contrário, não dobramos o R.

VERBO INFINITIVE GERUND
referir to refer referring
adiar to defer deferring
oferecer to offer offering
cochichar to whisper whispering

6) Mas o verbo termine com IE, estas duas letras são mudadas por Y e em seguida adiciona-se o ING.

VERBO INFINITIVE GERUND
mentir to lie lying
ter to have dying
amarrar to tie tying

7) Esta última regra só funciona para o inglês BRITÂNICO!
Quando o verbo terminar em consoante + vogar + L, este L será duplicado e em seguida acrescentado o ING. (No American English, não se duplica o L)

VERBO INFINITIVE GERUND
viajar to travel travelling
encantar to marvel marvelling

E depois dessas explicações, só temos mais uma coisa a te dizer: Studying English is awesome=D



Fontes:
https://www.englisch-hilfen.de/en/grammar/gerund.htm https://www.grammarly.com/blog/gerund/
http://www.grammar.cl/Notes/Spelling_ING.htm
https://www.ef.com.br/guia-de-ingles/gramatica-inglesa/gerund/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s