Culture, News

O que NÃO fazer para aprender Inglês

Se você quer de verdade aprender inglês, então esse post não é para você. Pode sair agora da página. Mas se você faz algum desses itens que citamos, então não se iluda: VOCÊ JAMAIS VAI APRENDER INGLÊS! Deixando de lado o drama, caso você faça qualquer das ações que listamos, elas seguem com pequenas adaptações, para que você realmente possa desenvolver um novo idioma.

Então, o que NÃO fazer para aprender inglês?

TER PRESSA

A primeira pergunta que muitos interessados em aulas fazem é: em quanto tempo serei fluente? O foco no tempo é prejudicial e pode até retardar o seu aprendizado. Caso se tenha uma meta ou um prazo, como certa viagem marcada ou uma proposta de promoção no trabalho, é importante fazer um planejamento detalhado para atingir esse objetivo. Lembre-se: pressa por pressa não te ajuda em nada.

USAR O GOOGLE TRADUTOR

O Google Tradutor, dentre outros dispositivos de tradução, é uma ótima ferramenta quando se tem uma dúvida pontual em uma palavra ou expressão. O problema de usá-lo é o vício e achar que, com o uso contínuo, você se tornará fluente. A opção mais indicada é que o estudante busque dicionários monolíngues, ou seja, Inglês/Inglês. Alguns deles online (sites e APPs) e gratuitos – clique aqui para ver nossas recomendações. Com essa “pequena mudança, você pode ganhar cada vez mais vocabulário, já que, para entender uma palavra em inglês, terá que ler várias outras no mesmo idioma.

VER FILMES DUBLADOS

Não precisa nem de comentários! Ainda que você não esteja com o foco em aprender naquele momento, ou ainda não tenha o idioma “afiado”, assistir filmes no idioma original faz com que seu ouvido se acostume aos poucos com vocabulários, pronúncias e entonações.
Sugerimos, inclusive você assista filmes sem nenhuma legenda – ainda que de vez em quando. Mesmo sem entender nada conscientemente, nosso cérebro capta tudo, e essa mudança de hábito vai acelerar seu aprendizado, ACREDITE!

COMEÇAR E PARAR, COMEÇAR E PARAR…

Vai uma curiosidade: quando você inicia um curso, caso ainda não esteja fluente, o tempo que você pára de ter contato com a língua faz com que você desaprenda metade do tempo ocioso. Por exemplo, se você fez um ano de curso, e pára por um ano, você perde seis meses de aprendizado. OMG! Então, antes de desistir, faça as contas se vale perder o tempo e a grana já investidos.

ACHAR QUE ESTÁ VELHO OU NOVO DEMAIS PARA APRENDER

Não existe, em relação a conhecimento nenhum, pensar que alguém é jovem ou velho demais para aprender. Só paramos de captar informações quando passamos dessa para melhor. Claro que há diferenças na velocidade e até mesmo forma de assimilação de conteúdos, mas isso não quer dizer que você irá deixar de se esforçar. A palavra chave é essa: ESFORÇO. Não é algo Herculano – só semi-deuses podem ser fluentes no inglês! Cada pequena vitória deve ser comemorada.

PENSAR QUE SÓ VAI APRENDER SE FOR PARA O EXTERIOR 

As fundadoras do projeto We Are Speakers ficaram fluentes aqui no Brasil e, modéstias a parte, falam MUITO BEM! Além disso, pesquisas mostram que 90% dos brasileiros que moram fora não são fluentes (Oh dear!). O que vai tornar alguém fluente ou não é o contato com a língua: quanto mais cercado do idioma, melhor e até mais rápido virá essa fluência. Existem diversas opções de cursos – aqui mesmo no Brasil – para que o aluno aprenda: instrumental, online, imersão, conversação, business, aulas particulares… Resumindo: não é requisito ter que ir pra fora para aprender.

TER PRIMEIRO A NECESSIDADE PARA DEPOIS COMEÇAR

Talvez você ainda não saiba, mas inglês hoje em dia nem é mais diferencial… É OBRIGAÇÃO! Tudo hoje é globalizado, o nosso idioma é povoado de palavras inglesas, seja na política (“impeachment”), economia (“payback”), ou moda (“cropped”). E outra: voltando ao ponto que falamos sobre prazo, quanto antes você começar e se planejar, melhor!
E agora, vai continuar fazendo essas coisas, ou vai aprender Inglês?!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s