Culture, Fun facts

Faux-pas: você precisa saber o que é para evitar!

Apesar de ser derivada do francês, essa expressão tem significado importante in English. Se você tem acompanhado nossos posts, já sabe o que é. Caso não saiba, confere aqui.

Faux-pas, segundo dicionários, nada mais é do que um pequeno erro ou deslize, especialmente relacionado à etiqueta. Pode parecer algo inofensivo, muitas vezes até cômico, mas dependendo da cultura ou local onde ocorra, pode levar a sérios mal-entendidos.

Vale frisar que nem conhecemos todas as regras culturais de etiquetas do mundo, nem que você deva conhecer a todas. Mas, caso tenha alguma viagem marcada, é crucial que conheça um pouco do local para onde vai, a fim de impedir que algum desses faux-pas estrague suas férias.

Aqui resolvemos citar alguns dessas regrinhas estranhas de alguns países:

Aperto de mãos na soleira da porta — Russia
Na Russia, tentar um aperto de mãos na soleira da porta pode ser um erro. Na verdade, qualquer transação pela porta de entrada é uma péssima ideia. Para os russo, seria algo de superstição ou má-sorte: ou vão esperar que você as convide para entrar ou esperarão que você saia totalmente.


Saber quanto está sendo elogiado — 
Índia
Se alguém se aproximar de você com a língua entre os dentes na Índia, enquanto estiver aparentemente balançando a mão no ar para si, não entre em pânico! Ele está apenas elogiando sua beleza…


Mostrar o sinal de “paz e amor” — Reino Unido, Austrália e África do Sul

O sinal que a maioria das pessoas imaginam significar “paz e amor”, ou seja, exibir o número 2 com os dedos, pode ser altamente ofensivo no Reino Unido. Para esses países, esse gesto seria equivalente a mostrar alguém o dedo do meio! Lembre que isso só se aplica se a palma estiver voltada para você; se a face da sua mão estiver na sua direção, tudo bem!


Dar um “OI” rápido — Marrocos

Em Marrocos, é considerada falta de educação dar um simples “Oi!” e continuar caminhando. Assim, sempre que vir seus amigos na rua, esteja preparado para falar sobre diversos assuntos, por exemplo “Como vai a família?”. O mais engraçado é que ás vezes as peguntas são feitas simultaneamente, sem haver nem a necessidade do outro respondê-las!


Balançar a cabeça para cima e para baixo querendo dizer “sim” — Bulgária

Essa provavelmente vai assustar você! Quando visitar a Bulgária, lembre-se que lá SIM quer dizer NÃO, e NÃO quer dizer SIM (Oh my God!). Pelo menos, em relação ao balançar de cabeça: de cima para baixo, representa NO; para a direita e esquerda, representa YES.


Apontar a palma da mão para alguém — Grécia

O gesto, conhecido como Moutza, ocorre quando a mão é exibida com a palma para fora, como se fosse o número 5. Pior que essa ofensa, seria o número 10, ou seja, mostrar ambas as palmas! Se precisar mostrar o 5 ou o 10, lembre-se de deixar as palmas voltadas para si mesmo!


Mascar chicletes — Singapura

Não só é contra a lei mascar chicletes na Cingapura, como entrar no país portando goma de mascar, mesmo por acidente! Se você não quiser perder tempo com um juiz tendo de explicar que não é um contrabandista, é melhor deixar seu Trident® em casa.


Não arrotar depois de comer — partes da Ásia

Em algumas partes da Ásia, além de obrigatoriamente deixar um restinho de comida no prato, é preciso arrotar após terminar uma refeição. Acredite: o anfitrião ficará mais do que encantado depois de ouvir o seu arroto! LOL


Assoar o Nariz — Japão, China, Arábia Saudita e França

Algumas culturas acham nojento assoar o nariz em público, especialmente à mesa, o que eu concordo totalmente! Quando estiver viajando por países da Ásia ou do oriente, tente nem mesmo andar com um lenço de pano. Se precisar mesmo limpar suas vias aéreas, peça licença e faça isso no banheiro. Vamos torcer para que não tenha um resfriado, não é?!  LOL


Dar ou receber algo usando apenas uma mão — Coréia do Sul

Se alguém está lhe oferecendo algum objeto, ou mesmo as mãos para cumprimentar-lhe, seria visto como rude você receber usando apenas uma das mãos. Usar ambas as palmas demonstra respeito.


Perguntas invasivas — Estados Unidos
Brasileiro é um poco bastante “amigo: costumamos fazer diversos tipos de perguntas a uma pessoa que acabamos de conhecer. Mas em muitas partes do mundo, especialmente nos EUA, perguntas como “Quanto você ganha?” ou “Você é casado?” podem ser vistas como invasivas e até mesmo algo rude! A não ser que dentro de um contexto específico, tente não fazer perguntas tão pessoais.

 

Fontes:
https://list25.com/25-cultural-faux-pas-you-dont-want-to-commit-while-traveling/ https://www.urbandictionary.com/define.php?term=faux%20pas http://www.nydailynews.com/life-style/10-worst-conversational-faux-pas-article-1.2467473

2 comentários em “Faux-pas: você precisa saber o que é para evitar!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s